segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Terceirizados da UERN podem perder emprego por falta de pagamento do Governo do RN

Compartilhar
Os 136 funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços de vigilância na Universidade do Estado do RN (UERN) podem ser demitidos ainda esta semana. É o que afirma um dos trabalhadores, em vídeo que circula nas redes sociais, em que pede a divulgação da situação como uma forma de pressionar o Governo do RN.  

Com repasses atrasados pela gestão estadual há seis meses, segundo o funcionário, o dono da empresa anunciou à equipe que o contrato está ameaçado e que se o repasse não for feito até a próxima quarta-feira (07), prazo para negociação, todos os trabalhadores serão demitidos.

Veja vídeo em que um grupo de trabalhadores expõe a situação e o temor da demissão:

Vídeo cedido em 05/08/2019