segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Delegados querem premiação para crimes patrimoniais desvendados; Associação vai entregar pauta ao Governo

Compartilhar
(Foto: reprodução)
A Associação Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (ADEPOL/RN) irá entregar à governadora Fátima Bezerra, no dia 21 deste mês, uma série de projetos que deverá contribuir para a modernização e ampliação da capacidade investigativa da instituição. Nessa data, a Polícia Civil completa 38 anos de existência e a ADEPOL pretende marcar a ocasião com mais essa contribuição à sociedade.

Dentre os projetos, é possível destacar o que viabiliza o aumento imediato do efetivo policial e o atendimento à população 24h por dia em todo o estado. Outro projeto consiste na criação de uma ouvidoria para o aperfeiçoamento do atendimento à população, com a possibilidade inclusive de sua estrutura administrativa ser composta por aposentados, com a vantagem de não se desfalcar o efetivo atual.

Outro projeto visa concretizar a criação de premiação para a equipe policial que aumentar a resolutividade dos crimes patrimoniais, crimes violentos letais intencionais e tráfico de drogas.

Vale ressaltar ainda, dentre os projetos que serão entregues à governadora, o que cria núcleos de inteligência policial no interior do estado, além do incremento das delegacias especializadas, para que policiais sejam incentivados a cada vez mais se qualificarem no combate a crimes complexos, a exemplo dos praticados por  organizações criminosas.

Eu decido a Segurança

Os projetos amparam-se no resultado da pesquisa denominada “Eu Decido a Segurança do RN”, realizada com a população do Rio Grande do Norte durante todo o mês de agosto de 2018.

Minutas dos projetos já foram apresentadas ao chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, para o início dos debates.
Serão também apresentadas esta semana  ao vice-governador, Antenor Roberto, coordenador do Plano Estadual de Segurança Pública. Até o dia 21, os projetos finais estarão protocolados.

A expectativa da associação é de que o executivo apresente todos os projetos em seguida à Assembleia Legislativa para sua aprovação, seguindo para a sanção da governadora Fátima. "Contamos com a sensibilidade e presteza da classe política do nosso estado. A Polícia Civil completa 38 anos e este seria um belo presente à população", concluiu a delegada Paoulla Maués, presidente da ADEPOL/RN.