Reforma da Previdência no RN é para evitar um "mal maior", diz Nereu Linhares - Blog Carol Ribeiro

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Reforma da Previdência no RN é para evitar um "mal maior", diz Nereu Linhares

(Foto: arquivo)
"A proposta do Governo Federal simplesmente manda a alíquota subir até 22%. O Governo (do RN) está tentando dar uma modulação e ouvir sugestões da categoria (de servidores). É óbvio que todas as categorias vão reclamar, mas é bom lembrar que o Governo está tentando adequar a reforma que já foi aprovada a nível federal, esta já é uma uma realidade e todos os estados terão que fazer seus ajustes. A proposta da emenda 103, no parágrafo 2º diz que uma Lei Complementar Federal tratará de tomar todos os rumos das previdências estaduais. Por isso, a pressa em querer fazer isso, deixar pelo menos alguma coisa estruturada para evitar um mal maior adiante".

Essa foi a fala do diretor geral do IPERN, Nereu Linhares, em entrevista gravada para o Meio Dia Mossoró (TCM 95 FM), nesta terça-feira (03).

O diretor se referiu ao estudo apresentado nesta segunda (02) pelo Governo do RN ao Fórum dos Servidores, que funciona como proposta preliminar da Previdência Estadual do RN.

Proposta do Governo

No estudo que subsidia a Reforma da Previdência no âmbito do serviço público estadual, a alíquota se mantém inalterada para servidores que recebem até R$ 5.839,45.

A proposta apresentada pelo grupo técnico considerou a aplicação de uma alíquota progressiva, na qual o percentual da contribuição cresce de acordo com as faixas salariais do servidor. Ou seja, a proposta preserva a alíquota de 11% para servidores que recebem até R$ 5.839,45, elevando-se até 18%, o que atinge somente salários acima de R$ 20 mil. 

E um mesmo salário será atingido por múltiplas alíquotas. No salário de um servidor que recebe R$ 21 mil, por exemplo, sobre o valor de até R$  5.839,45 incide 11%; de R$ 5.839,46 até R$ 10.000,00, incide 14%; de R$ 10.000,01 até R$ 20.000,00, incide 16%; por fim, nos R$ 1 mil restantes de seus vencimentos incidirá a alíquota de 18%.

Segundo o Governo, esta ainda não é a proposta oficial, já que foi aberto o prazo até próximo dia 17 para os servidores darem sua contribuição.

A Reforma da Previdência estadual é obrigatória, segundo a determinação da emenda constitucional 103, de 2019, aprovada no âmbito da União.


CAROL RIBEIRO RECOMENDA

Tags

95 FM Aeroporto Alcaçuz Aldo Fernandes Alex do Frango Alex Moacir Aline Couto Allyson Bezerra ALRN Amarn Amélia Ciarlini APAMIM Apodi APRAM Areia Branca Auditoria Avante Bancos Baraúna Betinho Rosado Beto Rosado Birinight Blog Carol Ribeiro Bloqueio de Contas Bolsonaro Bombeiros Brasil Bruno Barreto Câmara Federal Campanha Eleitoral Candidatos Carlos Eduardo Alves CEF Cenário Político Ciro Gomes Cláudia Regina Claudio Santos Claudionor dos Santos Clorisa Linhares CMM Comentário Comunicação Congresso Nacional Conversa de Alpendre Cultura Dama de Espadas Debate Decisão Judicial DEM Denúncia Deputados Estaduais Deputados Federais Desenvolvimento rural Desvio DETRAN-RN Dilma Roussef Direitos da Mulher Direitos Humanos Diversos Documentário Economia Educação Eleições 2016 Eleições 2018 Eleições 2020 Emprego e renda Escola sem partido Esporte Evento Ezequiel Ferreira Fábio Dantas Fafá Rosado Fake News Farra Fátima Bezerra Fátima Marques FECAM-RN Feminismo Fernando Mineiro Flávio Tácito Fora Temer Francisco Carlos Francisco José Junior Frente Brasil Popular FUNFIRN Galeno Torquato Garibaldi Alves Gastos Públicos GCM Genilson Alves Gilberto Diógenes Governismo Governo do Estado Governo do RN Governo Federal Greve Grupo dos 12 Guarda Municipal Gutemberg Dias Haddad Henrique Alves Herval Sampaio Horário Eleitoral Hospital da Mulher Hospital São Camilo Hospital São Luiz HRTM Idema Ideologia de gênero IFRN Impeachment Impugnação Inclusão Infraestrutura Inter TV Costa Branca Internet Ipern Isolda Dantas Izabel Montenegro João Gentil João Maia Jorge do Rosário Jório Nogueira Jornalista José Agripino Josué Moreira JUCERN Julianne Faria Justiça Criminal Justiça do Trabalho Justiça Eleitoral Justiça Federal Kadu Ciarlini Karliane Nonato Kelps Lima Laíre Rosado Lairinho Rosado Larissa Rosado Lava Jato Lawrence Amorim LDO Lei Orgânica do Município Lei Seca LMECC LOA Lula Manoel Bezerra MCJ MDB Meio Ambiente Meio Dia Mossoró Micael Melo Michel Temer Ministério da Saúde Ministério Público Eleitoral Mossoró Mossoró Cidade Junina Movimento Estudantil MPF MPRN Mulher Natal/RN Nayara Gadelha Nordeste Notas Novo Eleitoral OAB Olavo Hamilton Operação Vulcano Opinião Pagamento Paralisação Pardal Partido Novo PCdoB PDT Pedro Fernandes Pesquisa de Opinião Petrobras Petróleo PF PHS Plenário TCM PM-RN PMDB PMM PMN Polícia Civil Política Política cultural Política eleitoral Política social Políticas LGBTs Políticas Públicas para as Mulheres PP PPA PR PRB Presidência da República Prestação de Contas PREVI-Mossoró Previdência Social PRF Prisão Privatização Propaganda Eleitoral PROS PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PT Quociente Eleitoral Rayane Andrade Reajuste Rede Redes Sociais Reforma administrativa Reforma da Previdência Reforma política Reforma trabalhista Relatório Renúncia Resultado Ricardo Motta RN Robinson Faria Rosados Rosalba Ciarlini Sal Grosso Sandra Rosado Saúde Saúde da Mulher Sebrae Secretária Estadual de Saúde Secretaria Estadual de Segurança Secretaria Municipal de Saúde Secretariado Segurança SEJUC Senado Serviços Terceirizados Servidores SETHAS Setor Salineiro SindGuardasRN Sindiserpum Sindpetro Sindsaúde/RN SINPOL SINSP SINTE Solidariedade STF STJ Styvenson SUS Tapetão TCE-RN TCM Teatro Lauro Monte Telma Gurgel Tião Couto Tibau TJRN Trânsito e transporte TRE-RN TRF Tributação TSE Turismo TV Câmara UERN UFERSA Vereadores Vice Violência contra a mulher Walter Alves Wilma de Faria Zenaide Maia