Reitor nomeado tenta censurar site mas é negado

O reitor nomeado do IFRN, Josué Moreira, ajuizou uma ação na última segunda-feira (27) pedindo a retirada de uma entrevista com o reitor eleito - mas não empossado - José Arnóbio Araújo, divulgada pela Agência Saiba Mais, editado no Rio Grande do Norte.

Na ação, ele pede o pagamento de R$ 10 mil de multa com a alegação de que, depois da publicação da entrevista, estaria sofrendo ataques na internet por sua conduta. Ele afirma que sua integridade física estaria em risco.


A decisão de caráter liminar explica o entendimento de que "o texto referido não contém ameaça ou incitação a agressão física em desfavor do demandante, em que pese a opinião claramente desfavorável que expressa a seu respeito".

Josué Moreira (Foto: autor não identificado)

A juíza explicita, ainda, "que deve prevalecer a liberdade de expressão protegida pela Constituição. Aliás, é o que a sociedade espera da Justiça, que julgue de acordo com a lei. Essa não foi a primeira nem será a última vez que o autoritarismo flerta com a censura".

Ainda na terça-feira (29), o Sindicato dos jornalistas do Rio Grande do Norte (Sindjorn), divulgou uma nota de repúdio à tentativa de censura.

Leia entrevista que gerou a ação: 


Nota do Blog - Josué Moreira deveria entender que as críticas à sua conduta surgiram a partir da conduta, e não de uma entrevista publicada na internet. Tentativa de censurar um órgão da mídia que divulga uma opinião é mais um comportamento que comprova o autoritarismo pelo qual entrou no IF.

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA