Vereadora é contra prorrogação de mandatos

Em pronunciamento na sessão remota da Câmara Municipal de Mossoró, ontem (20), a vereadora Sandra Rosado (PSDB)  disse ser contra a  prorrogação de mandatos por causa da pandemia do novo coronavírus. A parlamentar, no entanto, defendeu o adiamento das eleições municipais, de outubro para dezembro, conforme projeto em tramitação na Câmara dos Deputados.

Segundo Sandra, prorrogar os atuais mandatos, sem a escolha o eleitor, fere os princípios democráticos. “Entendo que a população escolheu seus representantes para o período determinado de quatro anos. Somar mais tempo a esse mandato, sem eleição, se configura como ato antidemocrático e sou completamente contrária a isso”, justifica.

Ainda de acordo com a vereadora, o adiamento é a medida mais acertada, pois permitirá aos candidatos prazo hábil para apresentar propostas aos eleitores, na campanha. No atual contexto de pandemia, entende que o calendário em vigor está inviabilizado.

“Nós esperamos que a pandemia seja vencida nos próximos meses, mas é provável que ainda deve avançar no período previsto para o calendário eleitoral, da campanha em si. Dessa forma, o adiamento, para dezembro, é uma decisão sensata”, avalia.
]
(Foto: reprodução/ TCM)

Mulher

Ainda na sessão ordinária desta quarta-feira, a vereadora apresentou projeto de lei, que prevê 5% das moradias de programas habitacionais do município para mulheres vítimas de violência. A matéria foi lida em plenário e encaminhada para análise das comissões.

“Trata-se de um projeto muito importante, que permitirá novas condições de vida às mulheres que vivenciaram ou vivenciam a violência, e que precisam ter asseguradas melhores condições de vida”, explica a vereadora.

CAROL RIBEIRO RECOMENDA