Prêmio de fotografia vai ter livro com vencedores; inscrições abertas

Com foco em mapear a produção fotográfica no Rio Grande do Norte, o 1° Prêmio Margem de Fotografia está com inscrições abertas até o próximo dia 31/07. A premiação faz parte do projeto Atlas da Fotografia Emergente Potiguar, e vai selecionar dez ensaios fotográficos produzidos por artistas visuais e fotógrafos nascidos no Rio Grande do Norte, ou residentes no estado há pelo menos três anos.

Como prêmio, os trabalhos selecionados serão publicados em um livro que contará com uma coletânea dos trabalhos finalistas e de outros cinco fotógrafos convidados. Os vencedores também participarão de uma exposição coletiva a ser realizada em Novembro na sede do Margem Hub de Fotografia e, posteriormente, na sede do SEBRAE/RN. O formulário de inscrição e o edital, com os detalhes para a submissão dos trabalhos, já estão disponíveis em www.margemfoto.com/premio

(Foto: autor não identificado/ web)

Cada inscrito deve submeter um conjunto de seis imagens que serão avaliadas por uma comissão de especialistas. Apesar das fotos terem tema livre, os idealizadores propõem que as imagens tenham como inspiração os versos do poema “Onde”, da poetisa potiguar Zila Mamede. O prêmio também abre espaço para obras que apresentam relação com outras linguagens visuais ou que proponham novos sentidos na representação fotográfica. A premiação busca ainda uma aproximação da fotografia com outras áreas das artes, bem como a exploração de técnicas e de diferentes tecnologias.  

Na edição de 2020, o prêmio terá como coordenador da comissão de seleção o fotógrafo, curador e pesquisador Alexandre Sequeira (PA). A comissão também será formada pela curadora Sanzia Pinheiro Barbosa e pelos artistas convidados: Sofia Bauchwitz, Pablo Pinheiro, Elisa Elsie, Jean Lopes e João Oliveira, todos com larga experiência na fotografia e nas artes visuais.

O Prêmio Margem de Fotografia é uma ação do projeto Atlas da Fotografia Potiguar, contemplados pelo edital de Economia Criativa do SEBRAE/RN e conta com o patrocínio de SICOOB RN, além do apoio de Bólide 1050, Editora Deu na Telha, Espaço Duas e Rede de Produtores Culturais de Fotografia do Brasil.

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA