Números apresentam possibilidade de crescimento a Allyson Bezerra

(Foto: divulgação assessoria)


Colocado em segundo lugar nas pesquisas realizadas desde a pré-campanha, o candidato Allyson Bezerra (SD) se mantem na casa dos 20% de intenções de voto apresentando crescimento desde então.

Na última pesquisa, realizada pela TCM/TS2, ele alcançou 24,97% na estimulada, e firmou polarização com a candidata à reeleição, prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

A desvantagem do candidato do Solidariedade é de menos de 8 pontos percentuais.

Ele exibe, no entanto, uma rejeição de candidato desconhecido: o deputado tem somente 7,81% de rejeição de acordo com a pesquisa. O índice é bem próximo dos dois candidatos com menor expressão eleitoral: Ceição (PTB) tem 7,30% de rejeição e professor Ronaldo tem 7,43%

Além disso, 43,53% dos entrevistados afirmaram querer mudança na gestão municipal. Desses, 46.47% declararam voto no candidato.

Dos 15,24% que votam branco e nulo, 48,74% disseram que podem mudar de ideia e escolher um candidato. Dos 10,74% que responderam "não sabe ou não respondeu", 60,24% podem mudar e definir um candidato.

Dos eleitores que disseram votar em Allyson Bezerra, 70,26% disseram que a decisão é definitiva.

Além de já ter um bom índice de votos cristalizados, ele é o candidato que apresenta melhor desempenho em relação às intenções de votos somadas às margens para crescimento, de acordo com a sondagem.

Ele esbarra, no entanto, na fragmentação da oposição, e para alcançar esse crescimento precisa trabalhar e contar que o eleitor que realmente deseja a mudança aposte no "voto útil". Ou seja, apostar que aquele que deseja derrotar Rosalba, mas vota em outro nome da oposição, mude a escolha para Allyson, já que tem mostrado chances reais de atingir o objetivo.

*Os números deste texto são baseados na pesquisa estimulada. 


Marcadores

Mostrar mais

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA