Colaborador da Fundação Vingt-un Rosado concorre à cadeira 16 da AMOL

 

(Foto: cedida)

O colaborador da Fundação Vingt-un Rosado, Eriberto Monteiro, anuncia seu nome para concorrer à cadeira 16 da Academia Mossoroense de Letras (AMOL).

“Tenho acompanhado a história da criação da Academia Mossoroense de Letras. Ela passou pelas mãos de Vingt-un Rosado e outros demais nomes importantes da nossa cultura. Ser integrante da AMOL trará ânimo para que eu possa trabalhar ainda mais pela nossa cultura, igualmente faço na Fundação Vingt-un Rosado, na Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte e no meu dia a dia. Os acadêmicos conhecem meu trabalho. Espero contar com o voto deles para colaborar. Deixo meu nome à disposição“, ressaltou Eriberto Monteiro.

Se for eleito, Eriberto também será o representante da Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte na AMOL, local onde ele aprendeu a amar a cultura. “Almir Nogueira permitiu que eu mostrasse o meu trabalho. Posteriormente foi o padre Guimarães e na atualidade, Maria das Graças Henrique. Todos eles grandes diretores desta renomada instituições idealizada pelo professor Vingt-un. Então, um sonho que poderá virar realidade”, expressou com ar sentimental.

Eriberto Monteiro terá como concorrente à cadeira 16 o escritor e genealogista Misherlany Gomes. Dois nomes importantes para a Coleção Mossoroense.

As inscrições vão até o dia 5 de dezembro e a votação será no dia 15 de dezembro na sede da Academia Mossoroense de Letras, localizada no térreo da Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte.

Todos os acadêmicos que tomaram posse nas suas respectivas cadeiras têm direito ao voto. Será considerado vencedor aquele que, na disputa, tiver a maioria dos votos válidos.

Marcadores

Mostrar mais

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA