Servidores estaduais do RN reclamam de erro em pagamento de parcela salarial

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

O pagamento da parcela salarial dos servidores estaduais que recebem acima de R$ 4 mil, referente ao mês de julho, foi liberado hoje pelo Governo do Estado.

No entanto, os servidores alegam confusão no pagamento, com valores incorretos. 

O Sindicatos dos Trabalhadores em Educação (SINTE) exemplifica que servidores que deveriam receber R$ 2.400,00, receberam apenas R$ 200,00.

De acordo com o Sindicato, o Governo do RN diz que houve um erro no sistema e que deve reestabelecer a normalidade, apesar de não ter fixado data.

Câmara de Mossoró aprova redução do tempo destinado à população nas sessões

Na manhã desta quarta-feira (30) os vereadores de Mossoró aprovaram a redução do tempo da "Tribuna Popular".

De acordo com o regimento atual, qualquer cidadão tem o direito de usar durante 10 minutos a Tribuna do Plenário da Câmara Municipal de Mossoró, desde que faça um agendamento com três dias de antecedência trazendo assuntos de interesse da comunidade.

O Projeto de Lei aprovado reduziu para cinco minutos o tempo previsto para a população.

Lei Orçamentária para 2018 é enviada à Câmara de Mossoró

A Prefeitura de Mossoró protocolou nesta quarta-feira (30), na Câmara Municipal, os projetos de lei que dispõem sobre o Plano Plurianual (PPA), para o quadriênio 2018-2021, e a Lei de Orçamento Anual (LOA), exercício 2018.

Agora, os projetos de lei serão apreciados pelos vereadores, inicialmente nas comissões temáticas competentes, e colocados em votação no plenário do legislativo mossoroense, posteriormente.

O secretário municipal de Planejamento, Aldo Fernandes, observa que a LOA foi moldada no cenário econômico e financeiro encontrado no município, por resultados positivos na arrecadação já alcançados e prospectados para o próximo exercício, através de políticas empregadas pela atual gestão municipal.

A Proposta Orçamentária estima um Orçamento Fiscal e da Seguridade Social, para o exercício de 2018 na ordem de R$ 711.094.447, compreendendo R$ 559.937.786 do Orçamento Fiscal; R$ 151.156.661 da Seguridade Social; e R$ 48.811.154 de dedução da receita corrente para formação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

*Com informações da SECOM/PMM

Governo do RN confirma municipalização do Hospital de Angicos

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Representantes da Secretaria de Saúde do Estado do RN,  Ministério Público, e funcionários junto de diretores do Sindsaúde se reuniram para esclarecer os efeitos da TAC 138 sobre o Hospital de Angicos.

Na ocasião, representantes da SESAP e do Ministério Público confirmaram a municipalização da unidade, que terá sua estrutura física cedida para administração da Prefeitura de Angicos. Os funcionários da unidade devem ser transferidos para o Hospital de Assú. A medida levará à desativação dos serviços hospitalares em Angicos, tais como pronto-socorro, urgência e emergência.

O Governo alega que o Hospital tem baixa resolutividade, e que o reduzido número de internamentos não justifica a manutenção do Hospital.

Reunião entre SINDSAÚDE, SESAP e MP
(Foto: Divulgação)
Neste sentido, a SESAP defende que a unidade passe a funcionar como Unidade Básica de Saúde, sob administração da Prefeitura de Angicos. "A municipalização já deveria ter ocorrido há muito tempo" – afirmou Iara Pinheiro, promotora de justiça do Ministério Público do RN.

Ao abrirem a fala para os demais presentes, o coordenador regional do Sindsaúde, João Morais, perguntou como era possível cobrar alto número de internamentos de um Hospital que vinha sofrendo com a carência de escalas médicas, de medicamentos, e com uma infraestrutura que estava prestes ao desabar desde o ano passado.

No mesmo sentido, a secretária de saúde de Angicos, Nataly Felipe, utilizou uma metáfora para questionar à representante do MP: “Dra. Iara, se você me chama para limpar sua casa, e ao mesmo tempo não me fornece nem vassoura, nem rodo, nem material de limpeza – como você quer que eu limpe? Nós servidores da saúde estamos querendo limpar a casa” – falou, referindo-se à responsabilidade do Governo do Estado pela atual situação do Hospital de Angicos.

Protestos

Cerca de mil pessoas protestaram pelas ruas do Centro contra o fechamento do Hospital de Angicos ainda no mês de julho. À época, o governo do Estado afirmava que não fecharia qualquer unidade, e o prefeito de Angicos, Deusdete Gomes (PSDB), garantiu que não deixaria a unidade fechar. 

Ao serem questionados sobre a possibilidade de promover consórcio de cogestão entre governo do Estado e Prefeitura Municipal, que permitiria a manutenção dos serviços hospitalares e a permanência dos servidores estaduais, os representantes da SESAP assinalaram que seria pouco provável, destacando que os trabalhadores teriam perdas salariais.

*Com informações do SINDSAÚDE/RN

Desembargador federal e advogados são alvos de operação da PF em Mossoró e Natal


O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal deflagraram, na manhã desta quarta-feira (30), a Operação Alcmeón, cumprindo dois mandados de prisão preventiva, oito de condução coercitiva e 13 de busca e apreensão no Rio Grande do Norte e em Pernambuco. As medidas foram determinadas pela 2ª e 14ª varas federais do Rio Grande do Norte e se referem a dois inquéritos distintos.

(Foto: Divulgação)
O primeiro caso trata da possível compra e venda de votos de desembargadores federais (um falecido e outro aposentado) do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), localizado em Recife, para análise de um habeas corpus e de um mandado de segurança julgados pelo tribunal no ano de 2012, no âmbito da Operação Pecado Capital. Essa operação apurou um esquema de desvio de recursos federais repassados pelo Inmetro ao Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte - Ipem/RN.

As negociações ilícitas envolvendo os dois desembargadores federais teriam contado com a intermediação de advogados e de um assessor, com repasses de valores de forma oculta e dissimulada, mediante uso de dinheiro em espécie e transferências bancárias envolvendo terceiros.

Interferência

O segundo inquérito trata de uma possível “exploração de prestígio” por parte do desembargador aposentado, perante o mesmo TRF5, entre os anos de 2015 e 2017. A atuação irregular desrespeitou, inclusive, a quarentena prevista no art. 95, parágrafo único, inciso V, da Constituição.

O desembargador aposentado teria solicitado e recebido valores a pretexto de influir em outros magistrados até mesmo em casos nos quais ele próprio havia atuado como julgador, como na “Operação Pecado Capital” e na “Operação Salt” (que apura esquema de sonegação fiscal de grupo empresarial de Mossoró/RN).

A mesma prática teria se repetido em diversos outros processos, como apelações criminais, ações rescisórias, revisão criminal e ação penal originária.

A atuação perante a Corte teria ocorrido através de advogados interpostos e os valores recebidos, muitas vezes, de forma oculta e dissimulada, mediante transferências bancárias para terceiros e também com base em contratos e notas fiscais com falsa descrição de serviços.

Investigações

As investigações se desenvolveram em um trabalho conjunto do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e da Receita Federal, contando com informações fornecidas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), pela Justiça Federal e pelo TRF5. As diligências realizadas até o momento envolveram colaborações premiadas, gravações ambientais, interceptações telefônicas, afastamento de sigilo de dados fiscais, bancários, telefônicos e telemáticos, além da obtenção de documentos e colheita de depoimentos.

Os crimes investigados são os de corrupção passiva (art. 317 do Código Penal), corrupção ativa (art. 333 do Código Penal), exploração de prestígio (art. 357 do Código Penal), falsidade ideológica de documentos particulares e uso de documentos particulares ideologicamente falsos (arts. 299 e 304 do Código Penal), lavagem de dinheiro (art. 1º da Lei n. 9.613/1998) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal).

Ex-presidente Lula acaba de chegar a Mossoró

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Militantes recebem ônibus do
ex-presidente próximo à Petrobras

(Foto: Ianara Brasil)
O presidente Lula já está em Mossoró. A Caravana chegou à cidade as 15h20.

Desde que saiu de Currais Novos, nesta manhã, ele fez pequenas paradas em Jucurutu e Campo Grande, e discurso em Upanema.

Em Mossoró, uma estrutura foi montada ao lado da Estação das Artes onde vários artistas se apresentam até a chegada do presidente ao palco, prevista para as 18h.

Confira a programação do evento:

Em Frente à Estação das Artes (Das 12h às 22h):
Feira da economia solidária, exposições, palco aberto, oficinas de camisetas e cartazes.

Palco Principal (Das 15h às 18h):
15h – Forró Azunhado e Conceição Andrade (Forró pé de Lula);

15h35 – Cantor Genildo Costa, Diego Ventura e os poetas Nildo da Pedra Branca, Concris e José Ribamar;

16h10 – Fanfarra do Mais Educação;

16h40 – Banda SiaPó, Banda MP3 com a participação especial de Thayny e artistas da terra (Jadna, Airton Cilon, Conceição Andrade, Alan Barbosa, Gabriela e Igor Fortunato);

18h - Poetas Crispiniano Neto e Antônio Francisco;

Chegada de Lula ao palco e início do ato Público. 

*Com informações da Assessoria de Imprensa


Governo do RN anuncia para o próximo dia 30 pagamento de parcela acima de R$ 4mil

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

O Governo do RN deposita na próxima quarta-feira (30), a partir das 14h, uma parcela de R$ 4 mil aos servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. O que equivale a um montante de R$ 80 milhões.

O complemento salarial deste grupo será pago em breve, sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas, a partir da disponibilidade de caixa.

Essa programação poderá sofrer antecipação, caso haja uma ampliação na captação de receitas do Estado.

Desde o dia 15 de agosto, mais de 80% do funcionalismo já tinha recebido integralmente seus salários.

*Com informações do Governo do Estado/RN

Nayara Gadelha deve assumir Prefeitura de Mossoró

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Nayara esteve à frente da Prefeitura em abril, quando
Rosalba cumpriu agenda de seis dias em Brasília
(Foto: Divulgação)
A prefeita Rosalba Ciarlini enviou ofício à Câmara Municipal de Mossoró comunicando que vai se ausentar do país no período de 25 de agosto a 4 de setembro deste ano. Motivo é uma viagem à Alemanha para acompanhar tratamento de saúde de pessoa da família.

No ofício, de 21 de agosto, Rosalba Ciarlini salienta à presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro, que todas as despesas da viagem serão custeadas por recursos próprios, sem qualquer ônus para o erário municipal.

O ofício foi lido na sessão ordinária desta quarta-feira (23) do legislativo mossoroense pelo vereador Genilson Alves.

Nesta quinta-feira (24), Rosalba Ciarlini transmite a chefia do Poder Executivo para a vice-prefeita Nayara Gadelha.

*Com informações da SECOM/PMM

Com indicativo de greve dos servidores de Mossoró aprovado, Prefeitura mantém proposta de 3,97%

Em assembleia na manhã de hoje (23), os servidores públicos municipais aprovaram indicativo de greve.

Servidores em assembleia realizada nesta quarta
(Foto: redes sociais)
Os servidores reclamam da falta de um posicionamento oficial da Prefeitura de Mossoró e discordam da proposta de 3,93% de reajuste salarial, além de lembrarem que a data-base, maio, foi desrespeitada pelo Executivo municipal. 

A Prefeitura

Apesar disso, a Prefeitura afirma que mantém a proposta. A secretaria Municipal de Administração informa que o percentual de 3,97% corresponde à reposição da inflação no período, de maio 2016 a abril de 2017. 

O Executivo declara ainda que a proposta é feita de acordo com as dificuldades orçamentárias que enfrenta o município, além da adequação à Lei de Responsabilidade Fiscal.   

No próximo dia 05 de setembro, numa nova assembleia, os servidores poderão deflagrar uma greve que, com exceção da Educação, deverá atingir todos os outros setores dos serviços públicos do município.

*Com informações do SINDISERPUM e SECOM/PMM


Distritão: entenda como seria a Câmara de Mossoró se a proposta valesse nas últimas eleições

A PEC da Reforma Política, que deve ser votada em primeiro turno nos próximos dias na Câmara Federal, traz, entre outras propostas, o Distritão. 

Propondo dividir os estados e municípios em distritos, e garantir as vagas do legislativo para os mais votados, o Distritão pode favorecer os mais estruturados e deixar fora das casas legislativas alguns segmentos representativos da sociedade.

Acompanhe na reportagem abaixo, que mostra como seria a Câmara de Mossoró se o Distritão valesse nas últimas eleições. 


Reportagem exibida em 11/08/2017, no Cenário Político (TCM)

Oposição da Câmara de Mossoró tem nova liderança

terça-feira, 22 de agosto de 2017

(Foto: Divulgação)
O vereador Genilson Alves (PMN) é o novo líder da bancada da oposição na Câmara Municipal de Mossoró (CMM).

Ele assume a posição de articulador das ideias da oposição e mediador entre as bancadas dois meses após a vereadora Isolda Dantas (PT) anunciar que deixaria a liderança.

Genilson Alves foi eleito pela primeira vez nas eleições de 2012. Candidato pelo PTN, obteve 1.344 votos. Conquistou a cadeira na CMM pela proporcionalidade eleitoral.

Nas eleições de 2016 foi reeleito com 2.104 votos.   

PF vê indícios de corrupção e lavagem de José Agripino

Por Ana Paula Andreolla e Gabriel Palma (TV Globo, Brasília)

A Polícia Federal (PF) informou nesta segunda-feira (21) ter concluído o inquérito sobre o senador José Agripino Maia (DEM-RN) e encontrado indícios dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A PF investiga supostas irregularidades na liberação de recursos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção do estádio de futebol Arena das Dunas, em Natal (RN).

Procurada, a assessoria de José Agripino enviou à TV Globo a seguinte resposta:

“A acusação que me fazem é de ter exercido influência para que o BNDES efetuasse o pagamento de faturas decorrentes de um autofinanciamento contratado pela própria OAS junto ao banco. Tenho certeza de que as investigações vão terminar pela conclusão óbvia: que força teria eu, líder de oposição na época, para liberar dinheiro do BNDES, cidadela impenetrável do PT?”

Segundo a Polícia Federal, a investigação apurou a participação de José Agripino na solicitação e recebimento de “vantagens indevidas” da construtora OAS em troca do “auxílio político” dele na liberação de recursos pelo BNDES para a construção da Arena das Dunas, em 2013.

Terceirização do desgaste

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

(Foto: divulgação)
Por Bruno Barreto

Até ontem muita gente tinha certeza de que a primeira-dama Juliane Faria estava sendo preparada para ser o plano B do desgastado (agora ainda mais) governador Robinson Faria.

Agora há muitas dúvidas. Afinal quem está sendo preparado para disputas eleitorais costuma ser preservado de situações desgastantes. Vejamos, então, o caso de ontem: o SINDSAÚDE anunciou com antecedência um protesto contra Robinson que tenderia a ser mais pesado após a “Operação Anteros”.

O governador não veio, mas mandou seu “plano B” como escudo demonstrando uma estratégia política confusa para sua sobrevivência na vida pública.

Juliane terminou sendo alvo, ou melhor, escudo de Robinson que terceirizou o desgaste para seu trunfo político.

Um erro!

Um duplo erro!

Além de expor Juliane, Robinson ainda passou a imagem de covardia de quem se esconde atrás da própria esposa em momentos difíceis.

Foi um péssimo negócio político.

O Governo Robinson Faria acabou

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

(Foto: Magnus Nascimento/TN)

O Governo Robinson Faria (PSD) acabou.

A “Operação Anteros” que eclodiu ontem, com ele no epicentro de uma teia criminosa no âmbito da Assembleia Legislativa, é apenas a ponta do iceberg.

O que vem pela frente é bem pior.

Faltava-lhe até aqui o mínimo de capacidade gerencial para minimizar graves problemas do estado.

Agora, é sobrecarregado pela ausência elementar de respeitabilidade.

Passa a ser visto, também, como desonesto. Sejamos claros, sem rodeios.

Como incompetente já era tratado, que se diga.

Daqui para frente, se Robinson Faria (PSD) não for ejetado legalmente do poder, se manterá nele como zumbi.

O Rio Grande do Norte seguirá em frente, apesar dele e de outros figurões da sua política.

Pobre RN Sem Sorte.

Sindsaúde planeja ato contra Robinson Faria em Mossoró

terça-feira, 15 de agosto de 2017

O Sindicato dos Servidores da Saúde preparam, para esta quarta-feira (16), um "Ato de recepção a Robinson Faria".

Além do suposto envolvimento em corrupção, os servidores planejam protestar contra o fechamento dos hospitais regionais no interior, contra a retirada de direitos dos servidores aposentados e pelo pagamento dos salários em dia.

O Sindicato afirma que o movimento deve permanecer mesmo que o governador cancele a visita a Mossoró.

Os trabalhadores devem se concentrar no Shopping Popular, a partir das 9h.


(Imagem: divulgação Sindsaúde/RN)


Agenda de Robinson em Mossoró ainda não tem confirmação

(Foto: divulgação)
A viagem do governador Robinson Faria a Mossoró, que estava marcada para esta quarta-feira (16), pode sofrer reviravolta após operação da PF (veja aqui).

A assessoria de comunicação do Governo do RN permanece sem confirmação sobre a manutenção da agenda.

Robinson Faria e a primeira-dama, Juliane Faria - secretária estadual de Desenvolvimento Social e plano B do governador para as eleições de 2018, deveriam vir à cidade inaugurar mais uma unidade da Central do Cidadão, dessa vez no centro. 

Defesa de Robinson Faria diz que ele "nega veementemente" as acusações

(Foto: Divulgação)
O governador Robinson Faria, através de sua defesa, afirma que não tem qualquer envolvimento com improbidade administrativa supostamente praticada na época em que estava à frente da Assembleia Legislativa.

A nota se refere às suspeitas de organização criminosa e obstrução da Justiça, levantadas e investigadas durante a operação "Antero", que hoje (15) cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do governador Robinson Faria na praia de Pirangi, em seu apartamento em Natal, na Assembleia Legislativa e na Governadoria. 

Segue a nota:

15 de agosto de 2017

NOTA

O Governador Robinson Faria nega veementemente a prática de qualquer irregularidade durante seu mandato de deputado estadual, encerrado em 2010 e reforça que sempre esteve à disposição para prestar qualquer esclarecimento.

Apesar de não concordar com a diligência realizada nesta data, tem profundo respeito pela justiça e confia no rápido restabelecimento da verdade.

Até o momento a defesa não teve acesso aos autos.

José Luis Oliveira Lima
Advogado

Câmara Municipal de Mossoró: pacífica ou passiva?

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Desde primeiro de janeiro, quando teve início a atual legislatura, a Câmara Municipal de Mossoró tem um comportamento diferente do que vinha demonstrando nos últimos anos.

Brigas, discussões e as "picuinhas", se existem, ficam nos bastidores. Em plenário, as discussões têm acontecido em paz.

Vereadores da "ala muda" na legislatura passada
são novatos na oposição
Os vereadores se orgulham e dizem que conseguiram, finalmente, uma Câmara Municipal pacífica. "Recuperar a imagem dos vereadores" é o que muitos "novatos" apontaram como meta desde que foram eleitos.

Mas, mais que a tranquilidade, a Câmara também perdeu os grandes debates sobre temas importantes para a cidade e os problemas que precisam ser resolvidos. Falta o imprescindível "parlamentar", falar, discutir.

A oposição, responsável por levantar as problemáticas discutíveis, salvo raras exceções, permanece "ala muda" - assim como eram esses mesmos vereadores na legislatura passada, quando ocupavam a bancada governista. Mais que pacífica, passiva.

Alguma reclamação ou questionamento que surge no plenário, dali não passa, não repercute nas ruas e nem impede aprovação de projetos que beneficiem tão somente o interesse do Palácio.

E assim, o governismo agradece.   

Aliança com prazo de validade?

domingo, 13 de agosto de 2017

Por Bruno Barreto

A dicotomia Rosado x Rosado durante 30 anos dividiu a política em Mossoró. Embora o grupo de Rosalba Ciarlini tenha sido hegemônico durante praticamente todo esse período, o sandrismo equilibrava as forças tendo mandatos na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. Sem contar que na maior parte desse período esteve aboletado na estrutura do Governo do Estado.

O rosalbismo também tinha seus espaços na Assembleia e Câmara dos Deputados. Havia um equilíbrio de poder entre as duas alas do rosadismo.

Agora o cenário é diferente e lembra o período anterior à divisão política dos Rosados. O grupo rosadista tinha Carlos Augusto Rosado na Assembleia Legislativa e Vingt Rosado na Câmara Federal e o comando da Prefeitura de Mossoró com Dix-huit Rosado. Agora esses papeis são ocupados por, respectivamente, Larissa Rosado, Beto Rosado e Rosalba Ciarlini.

Como no período que antecedeu o pleito de 1986, há uma tensão abafada nos veículos de comunicação. Larissa quer ser reeleita como Carlos Augusto queria há 31 anos. Mas o rosalbismo quer lançar um nome novo de dentro de casa, Lorena Ciarlini, como Vingt Rosado queria fazer com Laíre Rosado no passado. Beto Rosado quer renovar o mandato como antes desejara Vingt, mas Sandra Rosado quer retomar o espaço que foi de seu clã por 13 legislaturas na Câmara Federal.

No passado, esse embate familiar provocou uma cisão que durou três décadas. Hoje não há a condição de grupo unido, mas de aliados de ocasião e com prazo de validade.

A estrutura da Prefeitura de Mossoró não tem condições de bancar duas dobradinhas federal/estadual no próximo ano. Na lógica rosadista é sempre "os de casa" primeiro. Sem uma estrutura de poder, a ala sandrista sabe que não voltará a ter o poderio de antes e já provou disso em 2014.

Insistir numa candidatura de Sandra a deputada federal pode pôr em risco uma reeleição possível de Larissa. Só uma estrutura tornaria a dobradinha viável.

Sem a ajuda palaciana, Sandra vai aceitar passivamente engolir mais um sapo ou seguirá máxima eternizada por seu pai, Vingt Rosado, de abrir os braços para não ser engolida?

A resposta a essa pergunta ajudará a responder a pergunta do título desta postagem: a aliança Rosado/Rosado tem prazo de validade?

Reforma política caminha para consolidar modelo excludente

sábado, 12 de agosto de 2017


As mudanças na legislação eleitoral brasileira, que estão sendo urdidas nas entranhas do Congresso Nacional, caminham para consolidação de um modelo de poder ainda mais excludente, seletivo, oligárquico e plutocrata.

Na verdade, não se trabalha uma reforma, mas amarras que garantam o maior poder político aos donos dos maiores partidos e uma ameaçadora valorização dos congressistas, verdadeira casta institucional.

Em nome da melhoria do sistema, querem de vez a tomada da república e de seus poderes como bem para poucos e por poucos, inibindo – como sempre – o surgimento de novas lideranças políticas e alternativas ao poder vigente.

Faz-se a montagem de um simulacro de parlamentarismo, com redução de poderes do Executivo.

Esse é, em síntese, o espírito das leis que querem validar.

Voltaremos ao tema, tratando de pontos diversos do texto-base aprovado à madrugada de hoje na comissão da Câmara Federal, que discute mudanças no sistema eleitoral.

Vídeo: governador causa polêmica ao culpar imprensa por sensação de insegurança no RN

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O assunto foi destaque da semana. O governador Robinson Faria, cerca de seis meses depois de atribuir às facções criminosas o alto índice de homicídios no RN, afirmou, em entrevista à rádio 96 FM, de Natal, que a imprensa é grande responsável pela sensação de insegurança no estado.

O assunto gerou indignação nas redes sociais, uma nota de repúdio do Sindicato dos Jornalistas e uma tréplica do Governo do RN.

Assista à polêmica completa na reportagem:

Reportagem exibida em 09/08/2017 no Cenário Político,
da TV Cabo Mossoró (TCM)

Vereadores de Mossoró devem aprovar reajuste de diárias na CMM

Nas próximas sessões, a Câmara Municipal de Mossoró deve aprovar o reajuste das diárias de viagens dos servidores da casa.

Há um consenso entre os vereadores de que a matéria precisa de aprovação. De acordo com a presidente Izabel Montenegro, os valores praticados hoje são os mesmos desde 2005.

Os valore variam de acordo com os cargos da casa legislativa.

Veja dados completos na reportagem:

Reportagem exibida em 08/08/2017 no programa Cenário Político,
da TV Cabo Mossoró (TCM)

PT Mossoró planeja ações para receber ex-presidente Lula no próximo dia 28

terça-feira, 8 de agosto de 2017

O Diretório Municipal do PT Mossoró está convocando todos/as filiados/as e simpatizantes para iniciar o processo de construção da passagem do ex-presidente Lula por Mossoró, programada para o próximo dia 28 de agosto.

“Vai ser um momento de detalhamento sobre tudo que acontece antes e durante a chegada de Lula em Mossoró. É uma atividade de mobilização e organização onde vamos tratar da programação e da estrutura para o dia 28”, explica a presidenta Isolda Dantas.

A plenária, que será realizada nesta quarta-feira (09), às 17h, na sede do Sindicato dos Empregados no Comércio de Mossoró (SECOM), contará com a presença do presidente do PT do Rio Grande do Norte, Júnior Souto.

“Há uma expectativa extremamente positiva de que vamos fazer uma grande atividade envolvendo vários setores da sociedade. Queremos, todos juntos, construir esse processo para que possamos fazer um evento bonito e acolhedor”, afirma Isolda Dantas.

(Site Veja)
Caravana

A passagem do ex-presidente Lula a Mossoró está dentro da programação de uma caravana que começa no próximo dia 17 de agosto pelo Nordeste brasileiro. De ônibus, Lula percorrerá mais de 3.000 km, passando por 28 municípios de nove Estados nordestinos. De acordo com a programação divulgada semana passada, o roteiro inicia na Bahia e se encerra no Maranhão, no dia 07 de setembro.

No Rio Grande Norte, Lula visita a cidade de Currais Novos no dia 27 de agosto e no dia seguinte chega à Mossoró.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Sandra Rosado propõe união com o Ceará para viabilizar "estrada do Cajueiro"

Em audiência na noite desta segunda-feira (8), em Brasília (DF), o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, garantiu à vereadora Sandra Rosado (PSB) e à deputada estadual Larissa Rosado (PSB) apoio para construção do trecho potiguar da Estrada do Cajueiro (BR-437).

(Foto: Divulgação)
“O ministro se mostrou bem interessado na obra. Vai fazer um levantamento da situação do projeto e se comprometeu em fazer o que estiver ao seu alcance para viabilizá-lo”, informa Sandra Rosado, que foi contemporânea de Quitella na Câmara dos Deputados, de onde está licenciado.

Articulação

A parlamentar ressaltou ao ministro o interesse do Ceará na Estrada do Cajueiro, haja vista a importância da integração entre a Chapada do Apodi (RN) e o Vale do Jaguaribe (CE), e sugeriu acionar o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), nesse sentido.

“Estaremos hoje (terça-feira) em Brasília com o presidente Eunício, e reforçaremos a participação dele para sensibilizar o Governo Federal”, informa Sandra, que já conversou sobre o assunto com o senador, em abril deste ano, em evento do PMDB em Limoeiro do Norte (CE).

“O ministro Maurício Quintella e o senador Eunício Oliveira estão sendo muito atenciosos conosco também sobre a Estrada do Cajueiro, e acredito firmemente que eles nos ajudarão a realizar esse antigo sonho do Rio Grande do Norte”, assinala.

Reivindicação

A vereadora Sandra renova o pleito de quando era deputada federal e defende o asfaltamento de 38 quilômetros do trecho potiguar da BR-437. A obra transformará a estrada em estratégico corredor econômico, e facilitará o escoamento da produção agrícola e mineral e o intercâmbio comercial na região.

*Com informações da assessoria de Imprensa

Eleições 2018: em cenário de incertezas, nomes se articulam para se encaixar na disputa potiguar

Apesar de muitos tentarem desconversar que estejam articulando suas posições para as eleições do ano que vem, é fato que os bastidores já fervem, como em todos os anos.

A diferença dessa vez é a situação de crise política em que se encontra o país e o Rio Grande do Norte.

E esse é um motivo a mais para se estudar bem o cenário antes de definir possíveis novos partidos, coligações e finalmente a participação na disputa.

Até agora, é missão quase impossível definir como será o cenário no próximo ano. Muita gente pode sair do jogo, seja por falta de capital financeiro, seja por desgaste - causado por envolvimento em corrupção ou mesmo por uma gestão desastrosa. Apesar das dúvidas, alguns nomes continuam se apresentando à disputa.


O governador Robinson Faria, tido como candidato natural, diz aos quatro cantos que não pensa em política eleitoral no momento, mas nos bastidores tem feito o que costuma fazer melhor: articulação política.


Pelo desgaste, é um dos nomes que não deixa certeza quanto à sua participação na disputa. A primeira-dama, Juliane Faria, é ventilado - e trabalhado - como plano B, caso Robinson não se recupere da rejeição popular. Mesmo assim, com a máquina nas mãos, o provável candidato ainda tem uma vantagem.

A senadora Fátima Bezerra é outra que se apresenta, e já é tida como certa dentro do PT. Bem avaliada no estado, Fátima tem a seu favor os feitos pela Educação no RN enquanto deputada federal - cargo que exerceu entre 2003 e 2014. A citação do seu nome na delação da JBS e a crise estrutural do PT no país podem contar contra, afetando sua imagem.

A prisão do ex-ministro Henrique Alves torna nebuloso o cenário para o grupo dos Alves. Preso, um dos caciques do PMDB no país, e líder do partido no Estado, desestrutura as condições de alçar uma candidatura no partido. Soma-se a isso o desgaste do prefeito de Natal em sua gestão, Carlos Eduardo Alves, nome que vinha sendo trabalhado pelo grupo.

O PSDB também trabalha para ter nome próprio nas próximas eleições. Inicialmente apresentando o empresário mossoroense Tião Couto, o partido tucano pode optar pelo também empresário Marcelo Alecrim.

Tião, por sua vez, estuda mudança de partido caso seu projeto de se alçar ao Executivo estadual não receba o aval do PSDB. Ele já viaja pelo Estado em pré-campanha e pode rumar para o PROS ou Solidariedade.

Já a recém chegada ao mundo político, Cloriza Linhares, vereadora em Grossos, diz que tem currículo e competência para trabalhar "os valores familiares do seu partido", o PSDC, durante a campanha. Partido e projetos "micro", ela também já vem trabalhando o sonho de crescer até 2018.

Governo anuncia pagamento de servidores referente a julho

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

O Governo do RN paga nesta sexta-feira (11) o salário servidores públicos estaduais que ganham até R$ 3 mil, correspondente ao valor de R$ 83.975.344,38.

Na terça-feira (15), será depositado o montante para quem recebe até R$ 4 mil, correspondente a importância de R$ 49.851.116,13.

Estas duas faixas representam um montante de R$ 133.826.460,51.

Somando aos servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria, que receberam no último dia 28, foram pagos na integralidade os salários de 80% da folha.

O Governo segue acompanhando as receitas para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.

*Com informações do Governo do RN

A política não é diferente do que somos aqui embaixo

sexta-feira, 4 de agosto de 2017


Anote: 90% dos gritos de revolta contra a classe política não devem ser levados a sério. Nem eco faz.

No próximo ano, o líder político chama a maioria, diz em quem é para votar, e a maioria assim o fará.

Boa parte dessa revolta que se espalha pelas redes sociais, mas que não chega à esquina de casa, vai se dissipar até as urnas em 2018.

Os políticos sabem disso.

Quem supostamente votou e vota contra as aspirações do povo, não precisa se angustiar. Se tiver dinheiro e souber usar, dificilmente deverá deixar de se reeleger.

Claro que teremos as exceções.

Mas são exceções mesmo. Vale a regra.

Temos o Congresso Nacional que é nossa cara, resultado de nossa incultura política, de nossos próprios vícios e principalmente nosso alheamento em relação aos mais elevados temas que deveriam nos interessar.

- “Eu detesto política” – brada sicrano, reforça fulana e aplaude dona beltrana, sem saberem que é exatamente essa distância e antipatia que concorrem tanto para que sejamos essa coisa: um país com dificuldade de ser nação, povo incapaz de se fazer sociedade.

Gente que sataniza o farisaísmo e populismo de Lula, que se ruboriza com as artimanhas escroques de Temer, acha a coisa mais natural do mundo esse comportamento abjeto no prefeito (a) de sua urbe e vice-versa.

Portanto, reitero, não leve esse alarido virtual muito a sério.

O Brasil é o que é.

A política não é diferente do que somos aqui embaixo.

Servidores municipais protestam contra proposta salarial em frente à Prefeitura de Mossoró

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Os servidores públicos municipais protestaram na manhã desta quarta-feira (02) contra o reajuste salarial de 3,93% proposto pela Prefeitura de Mossoró. 

Depois da assembleia na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), a categoria saiu em caminhada até o Palácio da Resistência para pressionar o governo municipal a recebê-la. 

Sindicato compara proposta atual com reajuste de anos anteriores (Imagem: redes sociais)
“Nós já enviamos dois ofícios solicitando audiência para debater a campanha salarial, mas até agora a resposta que obtivemos foi essa proposta vergonhosa e humilhante de 3,93%, o pior reajuste da história da categoria”, disse a presidente do sindicato, Marleide Cunha.

“Enquanto os servidores amargam uma situação difícil, com falta de segurança no seu local de trabalho, tendo que pagar do seu bolso por serviços básicos para poder trabalhar e no final da carreira receber R$1.400,00, tem marido de secretária recebendo supersalário e outros recebendo robustas gratificações”, denunciou Marleide.

Na próxima quarta-feira, 09/08, será realizada uma nova assembleia para discutir próximos encaminhamentos adotados pela categoria.

*Com informações da Assessoria de Imprensa/Vereadora Isolda Dantas

Denúncia contra Temer: veja os votos da bancada do RN na Câmara Federal

(Foto: Reprodução)
Assim como a maioria da Câmara dos Deputados, a bancada do Rio Grande do Norte garantiu a sobrevivência do presidente Michel Temer, em votação que encerrou às 21h51.

Dos parlamentares norte-riograndenses, cinco votaram 'sim' para a rejeição da denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.

Outros três votaram pela continuidade do processo e julgamento no Supremo Tribunal federal (STF).

Acompanhe:

Não (ao relatório que apoiava a rejeição da denúncia):

Zenaide Maia PR RN
Rafael Motta PSB RN
Antônio Jácome Podemos RN

Sim (ao relatório que apoiava a rejeição da denúncia): 

Beto Rosado PP RN
Fábio Faria PSD RN
Felipe Maia DEM RN
Rogério Marinho PSDB RN
Walter Alves PMDB RN 

Ao todo, 264 votaram a favor do relatório, 227 contra e dois se abstiveram.

Veja o voto de todos os deputados aqui.
Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
CAROL RIBEIRO RECOMENDA