Prefeitura diz que não há escolas paradas; Sindicato revida e afirma que Executivo mente - Blog Carol Ribeiro

terça-feira, 9 de abril de 2019

Prefeitura diz que não há escolas paradas; Sindicato revida e afirma que Executivo mente

O comunicado da Prefeitura é claro:

"A Prefeitura de Mossoró informa que não há nenhuma escola totalmente sem atividade no Município. A greve iniciada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais hoje conta com a adesão de apenas uma parcela dos professores da rede municipal de ensino.

São 46 escolas funcionando de forma normal e 48 de forma parcial, com um número reduzido de professores participando do movimento de paralisação. Já com relação às Unidades de Educação Infantil (UEI´s), apenas 5 estão paradas totalmente, de 94 existentes na rede. Escolas como Ricardo Vieira do Couto, na comunidade do Jucuri, zona rural, e Marineide Pereira, no Santa Delmira, que estavam completamente paradas, retornaram às atividades ontem com todos os professores em sala de aula. Enquanto isso, a Escola Municipal Manoel Assis, no Boa Vista, que também contava com adesão de 100%, agora são apenas 4 professores que ainda seguem em greve.

Pelas informações apuradas pela Secretaria de Educação nesta terça (09), o número de retorno de professores à sala de aula deve aumentar amanhã."

(Imagem: Free Image)
Do outro lado, os servidores, através do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserpum) rebatem o Executivo Municipal e garantem que a gestão tem quatro pilares na greve dos professores: "mentira, rejeição ao diálogo, tirania e irresponsabilidade".

Veja parte da nota e prinicipais ítens elencados pelos professores abaixo:

Uma greve que poderia ter se resolvido facilmente não fosse a gestão desmascarar-se revelando a sua incompetência humana para o diálogo. Essa rejeição ao diálogo é um obstáculo ao funcionamento da sociedade, prejudicando o bem comum. A prefeitura de Mossoró mente compulsivamente para minimizar as consequências desastrosas de uma greve que já passa dos 30 dias sem ter ocorrido uma única reunião para se buscar um entendimento. Os professores têm um compromisso com a verdade, por isso vamos DESMENTIR mais uma vez as notas publicadas pela gestão, ponto a ponto:

1 - É MENTIRA dizer que a escola Manoel Assis tem 4 professores em greve. A VERDADE é que tem 28 professores em greve. Apenas 2 efetivos e um temporário estão trabalhando.

2 - É MENTIRA dizer que a escola Marineide Pereira voltou a trabalhar 100%. A VERDADE é   que 10 professores continuam em greve e 7 não resistiram à crueldade da Gestão Rosalba.

3- É MENTIRA dizer que paga o Piso Salarial Nacional. A VERDADE é que o Piso Nacional é  o alicerce da carreira do professor e a prefeita  Rosalba está destruindo esse alicerce implantado a desvalorização da carreira docente. 

4- É MENTIRA insinuar que quem não está em greve é porque apoia a gestão. A VERDADE é que a gestão Rosalba diminuiu a quantidade de professores efetivos, contratando professores temporários, horas extras e professores em permuta, o que precariza as relações de trabalho e os vínculos de afetividade com a comunidade escolar.

5- É MENTIRA dizer que há 94 UEIS na rede. A VERDADE é que esse número é relacionado a toda a rede municipal de ensino urbana e rural. 

6- É MENTIRA que a prefeita está pagando as classes. A VERDADE é que ela publicou apenas 50 ( por força da greve) e existem mais de 300 atrasadas desde 2017.

7- É MENTIRA que a prefeita pagou todo o prêmio  14 salário. A VERDADE é que esta gestão nem publicou ainda a lista das escolas  premiadas no ano base 2017. Outra VERDADE é que a quantidade das escolas premiadas diminuem a cada ano.

(Marleide Cunha, presidente do Sindiserpum)

*Com informações da SECOM/PMM e Assessoria/ Sindiserpum


POLÍTICA

ECONOMIA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA

Tags

95 FM Aeroporto Alex do Frango Allyson Bezerra ALRN Amélia Ciarlini APAMIM APRAM Beto Rosado Blog Carol Ribeiro Bolsonaro Bombeiros Brasil Câmara Federal Campanha Eleitoral Candidatos Carlos Eduardo Alves CEF Cenário Político Claudio Santos CMM Comentário Congresso Nacional Conversa de Alpendre Cultura Debate DEM Denúncia Deputados Estaduais Deputados Federais DETRAN-RN Dilma Roussef Direitos da Mulher Direitos Humanos Economia Educação Eleições 2016 Eleições 2018 Eleições 2020 Esporte Ezequiel Ferreira Fafá Rosado Fátima Bezerra Feminismo Fernando Mineiro Fora Temer Francisco José Junior Garibaldi Alves Gastos Públicos Governo do Estado Governo do RN Governo Federal Greve Guarda Municipal Gutemberg Dias Haddad Henrique Alves Herval Sampaio Horário Eleitoral Hospital da Mulher HRTM IFRN Impeachment Impugnação Infraestrutura Isolda Dantas Izabel Montenegro Jorge do Rosário Jório Nogueira Jornalista José Agripino Josué Moreira Justiça Criminal Justiça do Trabalho Justiça Eleitoral Justiça Federal Larissa Rosado Lava Jato LDO LOA Lula MCJ MDB Meio Ambiente Meio Dia Mossoró Michel Temer Ministério da Saúde Ministério Público Eleitoral Mossoró Mossoró Cidade Junina Movimento Estudantil MPF MPRN Mulher Natal/RN Nayara Gadelha Novo Eleitoral OAB Opinião Pagamento Paralisação PCdoB Pesquisa de Opinião Petrobras PF PHS Plenário TCM PM-RN PMDB PMM Polícia Civil Política Política cultural Política eleitoral Política social Políticas LGBTs Políticas Públicas para as Mulheres PR Presidência da República Prestação de Contas PREVI-Mossoró Previdência Social Prisão Propaganda Eleitoral PSB PSD PSDB PSL PSOL PT Reajuste Rede Redes Sociais Reforma da Previdência Renúncia Ricardo Motta RN Robinson Faria Rosalba Ciarlini Sandra Rosado Saúde Saúde da Mulher Secretária Estadual de Saúde Secretaria Estadual de Segurança Secretaria Municipal de Saúde Secretariado Segurança Senado Serviços Terceirizados Servidores Setor Salineiro SindGuardasRN Sindiserpum Sindsaúde/RN SINSP SINTE Solidariedade STF Styvenson Tapetão TCE-RN TCM Teatro Lauro Monte Tião Couto Tibau TJRN Trânsito e transporte TRE-RN TSE UERN UFERSA Vereadores Vice Violência contra a mulher