terça-feira, 25 de junho de 2019

Principal investigado da Operação Croupier é primo de Rogério Marinho, secretário do Governo Bolsonaro

Compartilhar
(Foto: reprodução/ redes sociais)
Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes, réu no processo da operação Dama de Espadas, é considerado pelo Ministério Público parte do núcleo principal da organização criminosa investigada na época em que a operação foi deflagrada, em 2015. 

O então secretário administrativo da Assembleia Legislativa do RN é primo do ex-deputado federal Rogério Marinho (PSDB), atual secretário especial de Previdência e Trabalho do Governo Federal.

Operação

A operação Croupier, 3ª fase da Dama de Espadas, investiga o desvio de R$ 2.118.591,52 da Assembleia Legislativa potiguar.

Os suspeitos da operação, o ex-secretário Administrativo da Assembleia, Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes, e o corretor de imóveis Francisco Cardoso de Oliveira Neto, que atualmente ocupa um cargo comissionado na Prefeitura de Nísia Floresta, são investigados pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro, associação criminosa, organização criminosa, falsificação de documento público e uso de documento falso cometidos entre os anos de 2006 e 2015.


O Blog tentou contato com a assessoria de Rogério Marinho e solicitou declaração do ex-deputado sobre o investigado e a operação e está aguardando retorno.

Leia Mais:

MPRN bloqueou contas e sequestrou bens de dois suspeitos na 3ª fase da operação Dama de Espadas

Veja como funcionava esquema de desvio de verba da ALRN investigado pela operação Croupier