domingo, 8 de setembro de 2019

Jefinho, Negueba, Verón: o futebol potiguar ainda tem sim a oferecer

Compartilhar
(Foto: autoria não identificada)

A temporada para os time potiguares não foi nada fácil. O Potiguar, em uma bela campanha, perdeu a chance de faturar título e uma vaga na Copa do Brasil, mas tudo bem, faturou a Série D 2020. Por falar nela, o América-RN continua "atolado" na quarta divisão. Pra piorar, lá se foram também ABC e Globo, em queda, juntinhos.

Os números, as dificuldades claras que nosso futebol apontam há anos e mais do que nunca agora notoriamente enchem os nossos pensamentos de desesperança, pessimismo. Mas há uma luz no fim do túnel: apostar nas nossas pratas da casa, nos nossos prodígios.

Jefinho, artilheiro de uma competição amadora e reveladora como é a Copa Oeste, chegou ao Potiguar e cumpriu seu papel. Do ABC também foi artilheiro. Segue como um dos goleadores do Brasil. Agora é Série B, com o Cuiabá. Por MUITO pouco, não foi Série A numa tacada só. 25 anos.

Gabriel Veron, uma verdadeira "estrela cadente" que surgiu. Do nossos campos, para o Palmeiras, para a seleção brasileira sub-17. Destaque do título Mundial sub-17 em cima do Real Madrid, monitorado pelo Barcelona, 16 anos.

E agora, a última informação de que Negueba, prata do Globo, será reforço do Vitória, que disputa a Série B. Até então, estava como artilheiro da Série C do Brasileiro, mesmo atuando por um time rebaixado. Um sucesso em faltas, um dos poucos que ainda se destaca neste quesito. 19 anos. Do mesmo Globo saiu Romarinho, que está hoje na Série A, com o Fortaleza.

A idade talvez nem seja o ponto chave da questão. Mas que esses caras, essas figuras que vão aparecendo, são crias do futebol potiguar. Ah se todo clube cuidasse bem de sua base, tivesse um pouco mais de carinhos com seus sonhos.

Nossa esperança está bem aí. Por convenhamos, tá difícil de acreditar. Mas isso tudo só dá "caldo", com boas gestões, saúde financeira e o claro, paixão pelo futebol.

*Larissa Maciel é formada em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), é mossoroense, repórter e apresentadora da TCM Telecom e 95 FM, crescida entre fãs de esporte, jornalista por vocação e analista de esporte por amor à esta área da profissão em específico.