segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Governo e Prefeitura esperam disponibilidade financeira para solucionar parada de cirurgias

Compartilhar
O Governo do RN e a Prefeitura de Mossoró se pronunciaram sobre a paralisação das cirurgias eletivas e das UTIs no Hospital Wilson Rosado.

O Governo destaca as dificuldades financeiras e garante o mês de novembro para o pagamento previsto, sem, no entanto, especificar valor. 

Já a PMM afirma que está buscando regularização dos débitos aguardando disponibilidade financeira.

Veja nota do Governo, e em seguida, nota encaminhada pela PMM:

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA

NOTA 
NATAL (RN), 28 de outubro de 2019

A Secretaria de Estado da Saúde Pública informa que realizará o pagamento previsto no Termo de Cooperação Técnica e Financeira (TCTF) com a prefeitura de Mossoró - que faz o repasse ao Hospital Wilson Rosado - no início de novembro. A Sesap reforça que está em contato direto com a prefeitura do município para, com a garantia do pagamento, solucionar o quanto antes a paralisação. 

Ressalta que o contrato direto entre o Governo com essa unidade hospitalar é de UTI e que o funcionamento dos leitos continuam garantidos. 

Destaca, ainda, que apesar das dificuldades financeiras, a secretaria reafirma seu compromisso com as parcerias que auxiliam e garantem a assistência à população potiguar.

(Foto: web/ autoria não identificada)
Prefeitura

A Prefeitura de Mossoró está buscando a regularização dos débitos. No mês passado houve reunião com a direção dos hospitais prestadores do SUS com o objetivo de negociação, onde foi discutido o débito e a necessidade de uma proposta para quitação. O Município aguarda disponibilidade financeira para poder efetuar os repasses e reitera que tem se empenhado em solucionar o problema.