domingo, 27 de outubro de 2019

Hospital paralisa cirurgias e UTIs nesta segunda-feira por falta de repasses da Prefeitura e Governo

Compartilhar
(Foto: O Mossoroense)
Dezoito meses em atraso de complementação da Prefeitura de Mossoró e 15 meses do Governo do RN, além de três meses de atraso para manutenção da UTI pediátrica. As pendências nos repasses inviabilizam a manutenção dos serviços no Hospital Wilson Rosado, que definiu parada a partir desta segunda-feira (27).

Serão paralisadas as cirurgias gerais, ortopédicas, cardíacas, de cateterismo e angioplastias eletivas. Também devem parar de funcionar 20 leitos de UTIs.

Problema antigo

Desde anos anteriores, é frequente a falta de repasses públicos para hospitais em Mossoró. 

Em junho deste ano, a unidade hospitalar conseguiu acordo com a prefeitura pouco antes de parar atividades. O atraso na ocasião era de cerca de R$ 16 milhões por parte da Prefeitura de Mossoró e do Governo do RN.

No entanto, foram repassados apenas seis meses dos atrasados.

Já em setembro, o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, e a secretária municipal, Saudade Azevedo se reuniram para discutir a omissão nos repasses. O governo do RN se comprometeu a fazer mensalmente um novo repasse para reduzir a dívida referente a 2019. Quanto aos atrasados de 2018, as negociações estariam acontecendo, segundo informações da secretária municipal, embora não pareça ter se chegado a uma resolução.