Os dez destaques do esporte mossoroense e do RN que precisam ser relembrados antes do fim do ano

Do Jiu-Jitsu ao futebol, muita coisa aconteceu no RN
(Foto: Blog Larissa Maciel)

Fim de ano e começa a passar aquele "filme" na cabeça, não é? O Blog, então, separou alguns fatos ou destaques do ano em Mossoró e no RN. Vamos lá!

1 - O Potiguar fez quase tudo certo. Quase.

Parecia que a temporada deste ano do Potiguar seria coroada. Elenco enxuto, mas produtivo, com resultados e agradando o seu torcedor. A chance de fisgar o segundo turno esbarrou num futebol apático e irreconhecível diante do América. A Série D foi o saldo que chegou, mas muito mais poderia ter acontecido: uma taça pra conta e a vaga na Copa do Brasil. O erro crasso de ser punido por uso de jogador irregular foi o deslize do ano.

2- Karatecas Wilson Ribeiro e Dandara Chrystian: atletas de Mossoró, da seleção brasileira

O nosso esporte tem muito a oferecer. O Karatê, então, nem se fala. Há anos, Wilson Ribeiro e Dandara Chrystian destoam na modalidade e conquistando medalhas em árduo esforço. As conquistas para a cidade, Estado e país esbarram na falta de visibilidade e apoio. Onde estão os verdadeiros investidores que não os enxergam? Onde está o reconhecimento das autoridades?

3 - A volta do futsal a todo vapor. Um show a parte

Em 2019, o futsal mossoroense praticamente renasceu. Através da Taça Mossoró Master Mais, as equipes e os desportistas tiveram o prazer de desfrutar jogos eletrizantes e arquibancadas cheias pra acompanhar os prodígios da cidade. Vitrine e espaço mais que utilizado para ganhar corpo e alcançar mais competições.

4 - O Bayern na Taça Brasil e a tradução do crescimento do Fut7 na cidade

As séries A e B promovidas pela Liga Mossoroense de Fut7 já deixavam no ar: a modalidade está crescendo por aqui. A criação então de uma Série C, com mais de trinta equipes em disputa, trouxe isso de forma concreta. Pra fechar um balanço positivo do fut7 no ano, mais competições alimentadas na cidade e ainda a boa participação do Bayern Mossoró na competição Taça Brasil, a nível nacional. O Mossoró City, campeão do Open Alvorecer de fut7, fechou o balancete do ano.

5- A fome do Jiu Jitsu mossoroense por mais disputas

A forte continuidade do Jiu Jitsu em Mossoró não é novidade alguma, convenhamos. Há anos, o esporte ganha mais adeptos. Desde os mais novinhos até quem escolhe a modalidade como um estilo de vida. No entanto, vale ressaltar como um todo a constância de atletas da cidade em competições regionais, nacionais e mundiais. Ana Beatriz Lins, campeã mundial aos 10, é o nome do Jiu Jitsu do ano.

6- Na segunda edição da Copa TCM Outubro Rosa, uma presença mais que especial

A segunda edição do torneio promovido pela TCM Telecom trouxe muito mais do que conscientização e o espaço para o futsal e handebol femininos. A chegada de novas equipes, com destaque para as Quilombolas, da cidade de Baraúna, foi um momento a ser celebrado. A trajetória, seus esforços e simbologia até chegar a competição coroaram o propósito da Copa e seus próprios objetivos.

7 - Mossoró Vôlei Feminino conquista espaços e títulos em seu primeiro ano

Criado em agosto, o time feminino da tradicional equipe Mossoró Vôlei já mostrou para que veio, sob o comando de Dedé Barros. Torneios conquistados, taças a celebrar e até a primeira participação no campeonato estadual da modalidade, com o terceiro lugar faturado. Equipe jovem, mas devidamente aplicada, deixa boas perspectivas para 2020.

8 - MEC constrói o muro dos seus sonhos antigos

O início da concretização de um sonho do Mossoró Esporte Clube deve ser comemorado em 2019 e sentido em 2020. No final deste ano, a diretoria do time segue cuidando do terreno que em breve terá seu muro e consequentemente gramado. A expectativa é da utilização do espaço durante a segunda divisão do próximo ano.

9 - O retorno do JEMS: o esporte mossoroense merece isso e mais

O grande acerto do ano por parte da Prefeitura, e aqui ressalto o trabalho do sec. de esportes, Aldo Gondim, foi o retorno dos Jogos Escolares do Município. O fomento do esporte, seja ele qual for, dentro das escolas é fundamental para o desenvolvimento do ser humano. Não dá mais pra deixar a cidade parada quanto a base, o alicerce das modalidades feito dentro das quadras públicas e particulares.

10- Gabriel Veron, Paulo Ricardo, Ítalo Ferreira: em diferentes modalidades e idades, o RN tem muito a oferecer

Do futebol ao Surf, o RN tem sim o que comemorar. Gabriel Veron que o diga. Destaque pelo Palmeiras, com a seleção brasileira. Já enchendo os olhos da imprensa e chamando atenção mundo a fora aos seus 17 anos. Paulo Ricardo, medalhista no Taekwondo, também assuense e campeão mundial foi o orgulho não somente da terra dos poetas.

E, sem esquecermos, a façanha de ítalo Ferreira, prodígio dos últimos anos no Surf e realidade este ano superando simplesmente o badalado Medina talvez tenha fechado com chave de ouro as conquistas dos potiguares este ano.

*Larissa Maciel é formada em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), é mossoroense, repórter e apresentadora da TCM Telecom e 95 FM, crescida entre fãs de esporte, jornalista por vocação e analista de esporte por amor à esta área da profissão em específico. 

CAROL RIBEIRO RECOMENDA