Funcionários do antigo CEDUC denunciam desrespeito a Decreto | Blog Carol Ribeiro Funcionários do antigo CEDUC denunciam desrespeito a Decreto | Blog Carol Ribeiro

quarta-feira, 18 de março de 2020

Funcionários do antigo CEDUC denunciam desrespeito a Decreto

(Foto: Hugo Andrade/ Inter TV Costa Branca)
O decreto estadual, divulgado nesta quarta-feira (18), foi claro e determinou a suspensão de atividade no RN por conta da alta transmissão do Coronavírus e achegada da pandemia no RN. No entato, funcionários da CASE Mossoró denunciam que as regras não estão sendo cumpridas pela unidade.

Eles garantem que as visitas continuam abertas pela direção. Veja nota na íntegra:

Diante da pandemia do Coronavírus, muitas instituições decidiram suspender suas atividades, tais como Universidades publicas e privadas, escolas publicas e privadas, presídios federais e estaduais, por conta do alto risco de contágio devido a aglomerações de pessoas, assunto esse já bastante divulgado pelas mídias em geral e também por decretos do Governo Federal. 

O que nos deixa preocupados diante dessa situação é o fato do Sistema Socioeducativo do Estado do Rio Grande do Norte, mais especificamente na unidade CASE Mossoró (antigo CEDUC), pelas pessoas da direção daquela unidade, não aderir ao Decreto Estadual que suspende temporariamente visitas e a entrada de pessoas que não fazem parte do quadro de funcionários daquela unidade.

Ficou instituído pela direção que a visita que seria na sexta-feira, ficará dividido em três dias, sendo hoje, quarta feira dia 18, 19 e sexta feira, dia 20 de março. Mesmo sabendo do risco que é o contato com pessoas de fora da unidade com os internos da unidade, a direção achou por capricho permitir que 48 famílias de diversas partes do estado do RN tenham contato direto com seus adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, expondo assim, não só os internos como também os agentes e o pessoal que compreende o núcleo psicopedagógico.

Essa decisão da direção foi vista por todos como algo irresponsável, pois outras medidas teriam que ser tomadas sem que causem prejuízos futuros.

Com medo de perseguição por parte da direção, os servidores decidiram tornar essa denuncia anônima.

Nenhum comentário



POLÍTICA

ECONOMIA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA